Pinacoteca do Estado de São Paulo anuncia construção de novo museu: Pina Contemporânea

4 minutos para ler

Foi anunciado nesta terça-feira (23) o projeto de construção da Pina Contemporânea, novo museu da Pinacoteca de São Paulo. A Instituição, que já conta com a Pinacoteca Luz e a Pinacoteca Estação, irá construir um terceiro prédio com objetivos claros de ampliação das ações culturais que a Pinacoteca já exerce em seus mais de cem anos de atividade.

Com a Pina Contemporânea, a Pinacoteca de São Paulo se consolida como um dos maiores e melhores museus de arte do mundo, ampliando seu alcance, modernizando sua estrutura e potencializando sua atuação”, afirma o governador do Estado de São Paulo, João Dória.

Coletiva de Imprensa realizada nesta terça-feira (23) na Pina Luz – Fotografia: Victoria Louise

A construção da Pina Contemporânea terá início neste mês de novembro com previsão de abertura para o público em dezembro de 2022. A primeira etapa é a de restauro do edifício da antiga escola Prudente de Morais localizada no Parque da Luz e tombada pelo Conpresp. A segunda etapa é a de revitalização e urbanização do entorno. 

Com investimento total aprovado em 85 milhões de reais, o projeto recebeu 30 milhões de incentivo privado e 55 milhões do governo do Estado de São Paulo.

É um sonho que a gente acalentava há muito tempo e que está se tornando realidade graças à sensibilidade do governador, ao investimento do Governo do Estado de São Paulo e ao apoio incondicional de parceiros privados”, afirma Jochen Volz, diretor geral da Pinacoteca de São Paulo.

A Pinacoteca tem hoje um acervo médio de 10 mil obras de arte. Com a construção do anexo, serão adquiridas cerca de 3 mil novas obras. A atuação do novo museu, porém, vai além de apenas programações expositivas e se propõe a ser um espaço de estudo e experimentação, traço marcante da arte contemporânea brasileira.  Dentro dos objetivos do projeto se destacam a expansão dos projetos educativos e a relação com o entorno, bem como maior visibilidade para obras em grandes dimensões. 

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, “a Pina Contemporânea é um projeto inovador que materializa o compromisso do Governo de São Paulo com o setor cultural, a ampliação do acesso da população e o fortalecimento das instituições culturais públicas do Estado”.

A terceira casa, como chamam os organizadores do espaço, será composta por praça pública para atividades artísticas e culturais, duas galerias para exibição de obras em grandes formatos, ateliê para atividades educativas, biblioteca e centro de referência e documentação além de espaço de convivência com loja, café, restaurante, auditório e mirante.

Após a inauguração, a área total da instituição passará de 16 mil m² para 22 mil m², sendo a área expositiva desdobrada de 7 mil m² para 9 mil m².

A Pina Contemporânea fará da Pinacoteca um dos maiores museus da América Latina, estimando um público anual de 1 milhão de pessoas. Enquanto o público aguarda a inauguração do novo espaço, é possível verificar na sacada do prédio da Pina Luz um QR Code que redireciona o visitante para uma imagem em realidade aumentada da vista do novo prédio. 

Projeto 3D de uma das áreas de visitação da Pina Contemporânea. Imagem: Divulgação.

Victoria Louise é crítica e produtora cultural, formada em Crítica e Curadoria e Gestão Cultural pela PUC-SP.



Gostou desta matéria? Leia também:

Inhotim divulga novo grupo de gestores para o ano de 2022

Siga-nos e compartilhe nosso blog:
Posts relacionados

Deixe um comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial