No dia em que completaria 101 anos, Lygia Clark ganha portal dedicado à sua obra, com apoio do Itaú Cultural

6 minutos para ler

Seguindo o propósito de manter vivo o patrimônio cultural do país, a instituição apoiou a construção da nova base de dados e a criação da plataforma, que é dedicada integralmente à artista e que facilitará o estudo sobre sua vida e trajetória. Idealizado por Alessandra Clark, neta de Lygia, e coordenado por Juliano Werneck, o ambiente virtual reunirá desde imagens e documentos sobre a produção intelectual, artística, e terapêutica da artista, até artigos e pesquisas acadêmicas realizadas sobre ela nos campos da arte, da crítica e da ciência brasileira

No dia 23 de outubro (sábado), dia em que a artista Lygia Clark completaria 101 anos, a Associação Cultural Lygia Clark lança, com apoio do Itaú Cultural, o www.lygiaclark.org.br, portal bilíngue – português e inglês – com mais de 7 mil documentos. Idealizado por Alessandra Clark, neta da artista, e coordenado, desde 2018, por Juliano Werneck, o projeto possibilita ao público o acesso a um vasto material sobre Lygia, como obras, catálogos de exposições, material audiovisual, fac-símiles, documentos e periódicos históricos com matérias sobre ela, além de cartas e materiais inéditos, como páginas de seus diários, textos que escreveu e não publicou e projetos não-realizados.

A obra de Lygia Clark foi e é fundamental para o patrimônio artístico cultural brasileiro, não somente em sua essência, as artes visuais, como em seu desdobramento entre outras áreas de conhecimento, como a psiquiatria e arquitetura”, observa Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural. Segundo ele, apoiar a criação do site está de acordo com a natureza do Itaú Cultural de contribuir para a preservação da memória artística do país. “A conservação, organização e disseminação é necessária para dar um sentido contemporâneo ao legado deixado por Lygia. Recorremos ao passado para alimentar o presente e nos lançarmos para o futuro”, completa.

Após 20 anos de trabalho, Alessandra Clark ressalta a importância de ter todo o acervo em um só lugar e de torná-lo acessível a todos. Para ela, o diferencial desse portal está em proporcionar uma busca ampliada, relacionando assuntos similares às buscas feitas, e lincando com outros materiais, o que torna a pesquisa mais orgânica.

Como a Associação recebe muitos pedidos de pesquisadores e estudantes, o portal acaba suprindo essa demanda. Por meio desse acervo digital, eles podem fazer uma imersão mais profunda no material, indo além da busca inicial”, diz ela, complementada por Juliano Werneck: “Além de trazer para o digital, democratizar o acesso, organizar o material dessa forma e contar a história de Lygia, o projeto traz uma reflexão contemporânea sobre ela”.

Abrigo Poético de Lygis Clark – Foto: Arquivo da Associação Cultural Lygia Clark

Portal

A plataforma foi criada com a proposta de democratizar e facilitar o acesso e estudo sobre a vida e obra de Lygia Clark, tendo como ponto de partida o acervo da Associação Cultural Lygia Clark e que será constantemente atualizado.

Dentro da plataforma, todo o material está dividido em quatro pilares: Linha do Tempo, Obras, Pelo Mundo e Acervo. Ele reúne imagens e documentos sobre a produção intelectual, artística, propositiva e terapêutica da artista, e artigos e pesquisas acadêmicas realizadas nos campos da arte, da crítica e da ciência brasileira.

O recorte Obras é dividido em fases: Primeiras Experiências, Pinturas Neoconcretas, Esculturas Neoconcretas, Projetos de Arquitetura, Não Arte, Projetos Não Executados e Obras Literárias. Lá, o visitante encontra fotos e informações diversas sobre séries clássicas, como Bichos, com trabalhos de 1959 a 1964, e Trepantes, realizada na década de 1960, assim como projetos de arquitetura, como A Casa (1955) e Construa Você Mesmo Seu Espaço para Viver (1964). Entre os projetos não executados, por sua vez, estão Convite à Viagem, Descarregue e O Homem no Centro dos Acontecimentos.

Na Linha do Tempo está a trajetória da artista, ilustrada por imagens, textos escritos por Lygia e a partir de fatos históricos que aconteceram no mesmo período, tanto no Brasil quanto no mundo, relacionados a política, arte e cultura, literatura, arquitetura, artes plásticas, balé, cinema, música e teatro, entre outros. Neste recorte, os pesquisadores encontram, ainda, informações básicas e mais gerais, que podem ser aprofundadas na aba Acervo. Em Pelo Mundo, um mapa mundi informa as obras, publicações e exposições ligadas a artista espalhadas pelo globo.

Apoio a acervos de artistas

Está no DNA do Itaú Cultural pensar a cultura e a produção artística como patrimônios do país, que devem ser preservados e difundidos. Para isso, a organização dedica especial atenção ao processo de criação, produção e história de importantes artistas da cultura brasileira, tanto em exposições e apoio a acervos como na realização de documentários. No portal de Lygia Clark, a instituição contribuiu para a construção da nova base de dados, para a migração dos dados e estruturação do atual site.

Pelo menos 50 acervos de diversas áreas de expressão têm atuação direta da instituição para possibilitar a organização, catalogação, armazenamento, digitalização e disponibilização para consulta pública. Entre eles, os dos artistas Hélio Oiticica, Waldemar Cordeiro, Leonilson e Regina Silveira. Para citar mais alguns, vale mencionar o do jornalista Vladimir Herzog, que já resultou na criação de um site, do músico Elomar Figueira Mello e da cantora, atriz, pesquisadora e apresentadora Inezita Barroso. 

SERVIÇO:

Lançamento Lygia Clark Acervo

Dia 23 de outubro

Em www.lygiaclark.org.br

Itaú Cultural

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural
www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural


Leia também:

INSTALAÇÃO PÓSTUMA DOS ARTISTAS CHRISTO E JEANNE-CLAUDE NO ARCO DO TRIUNFO COMEÇA A SER MONTADA

Siga-nos e compartilhe nosso blog:
Posts relacionados

Deixe um comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial