3 filmes biográficos de artistas que mudaram o curso da arte

2 minutos para ler

Van Gogh – At Eternity’s Gate

Lançado este ano, os anos vividos na França por um dos artistas mais emblemáticos da história da arte, Vincent van Gogh, (Willem Dafoe), é o foco deste filme dirigido pelo pintor Julian Schnabel. At Eternity’s Gate trata dos últimos anos de vida de Van Gogh, seu convívio com Paul Gaugin, o notório corte de sua própria orelha e sua morte, acidentalmente baleado (nesta interpretação da história) por dois jovens camponeses.

Diretor: Julian Schnabel
Assista o trailer aqui

Jackson Pollock

Pintar por gotejar tinta sobre uma tela estendida no chão rompeu com paradigmas artísticos à época e possibilitaram a criação das mais bem conhecidas obras do americano Jackson Pollock, referência do expressionismo abstrato. Casado com a também pintora Lee Krasner, o filme que conta com Ed Harris no papel de Pollock, relata também a relação do pintor com a poderosa colecionadora Peggy Guggenheim, o crítico Clement Greenberg, o pintor Willem De Kooning ao longo de sua vida e carreira.

Diretor: Ed Harris
Assista o trailer aqui

Jean-Michel Basquiat

Criado pelo também pintor, Julian Schnabel, contemporâneo do neo-expressionista Jean-Michel Basquiat, o filme relata a história doenfant-terribleamericano, que foi um dos primeiros grafiteiros a se inserir no circuito comercial de galerias de arte, nos anos 1980. Com participação no elenco estelar, entre outros, de David Bowie como Andy Warhol, Parker Posy no papel da galerista Mary Boone, Gary Oldman como o próprio Schnabel, e Jeffrey Wright que vive o protagonista, Basquiat.

Resultado de imagem para julian schnabel basquiat
Diretor: Julian Schnabel
Assista o trailer aqui

Siga-nos e compartilhe nosso blog:
Posts relacionados

Deixe um comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial